Pular para o conteúdo principal

Destaques

Fórum Setorial do Audiovisual Paraibano aponta precarização do cinema em edital da Funesc, que segue aberto até esta sexta (10)

O Fórum Setorial do Audiovisual Paraibano apresentou, na última quinta-feira (02), uma carta aberta enviada à Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), propondo mudanças no edital n° 07/2020 (Meu Espaço – Compartilhando Cultura). O projeto da Funesc foi divulgado no dia (31) de março e oferece 105 vagas de propostas artísticas nas áreas de: contação de histórias, circo, teatro, dança, literatura, histórias em quadrinhos, música, culturas populares, artes visuais, poesia falada e cinema.

Após a fase de inscrição e seleção, o objetivo é transmitir, por meio das mídias sociais da Funesc, produtos culturais produzidos na Paraíba. Segundo a presidenta do órgão, Nézia Gomes, a fundação pretende movimentar a cena cultural e estimular o isolamento domiciliar, especificamente nesse período de pandemia causado pelo coronavírus (Covid-19). Outro objetivo é apoiar os artistas locais atingidos financeiramente pela pandemia.

Representantes do Cinema local

Assinada por mais de 40 representantes …

14° fest aruanda celebra o Cinema brasileiro com programação gratuita e presença de cineastas



Evento é gratuito ao público e busca trazer diversidade temática, estética e geográfica - Foto/Divulgação
     

     A partir desta quinta-feira (28) até a próxima  quarta-feira (4),  João Pessoa sedia mais uma edição do Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro. Durante os dias, no Cinépolis Manaíra Shopping, serão exibidas diversas produções brasileiras, curtas e longas-metragens, em mostras de diferentes categorias e de forma gratuita ao público. 


    O evento contemplará o público com a mostra competitiva sob o céu nordestino, que exibe curtas e longas-metragens locais e regionais, a mostra caleidoscópio universitário, que dá espaço a produção audiovisual dos estudantes da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), além da competitiva nacional com longas e curtas-metragens de vários estados.

     A noite de abertura do evento, nesta quinta-feira (28) inicia às 18h com o lançamento do livro “Mr. Babenco: solilóquio a dois sem um”, de Bárbara Paz (Ed. Nós) e do Correio das Artes, suplemento do jornal A União. Às 19h30 haverá a solenidade de abertura e a Sessão Cine Memória Walfredo Rodriguez, com exibição de  “Carnaval PB e PE” (1923), “Sob o céu nordestino” (1929) e “Jogando no Palestra Itália” (1929) - editado por José Maria Pereira Lopes (TV Cultura/SP). 


     Às 20h15 serão exibidos os filmes “A Volta Para Casa”, curta-metragem de Diego Freitas, e “Babenco – alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou”, documentário de Bárbara Paz, premiado em Veneza. A diretora participa de um bate papo após a exibição do filme. 

     A programação conta, ainda, com sessões especiais, sessões infantis, painéis, oficinas, lançamento de livros, homenagens, debates e a presença de figuras da cena audiovisual local e nacional, como o ator Flávio Bauraqui.

   Em 2019, o festival evoca o centenário do cinema paraibano, cultuando Walfredo Rodriguez- fotógrafo e diretor pioneiro da sétima arte no Estado- e homenageia figuras de destaque da cena, como o diretor João Batista de Andrade, o ator e cantor Flávio Bauraqui, a atriz Ingrid Trigueiro, o cineasta Marcus Vilar, o músico e compositor Sivuca, a produtora Lucy Barreto, a diretora do CINEPORT Mônica Botelho, o escritor José Bezerra e o cineasta Fábio Barreto.

     O evento é gratuito e as sessões acontecerão no Cinépolis do Manaíra Shopping, mas também terá programação no auditório intermares do Hotel Aran beach & convention e na usina Vladimir Carvalho (Usina Cultural Energisa). Para participar das atividades, basta chegar com antecedência de uma hora aos locais de exibição e retirar as entradas com a organização do evento. Será distribuído apenas um ingresso por pessoa. A programação completa pode ser conferida no site do festival 



Comentários